Flashback para way back when


 Hoje ele fez-me recuar tantos anos, muitos mesmo.
Dez minutos depois da hora, ainda estava deitado, de janela fechada e por dentro dos lençóis. “Estava a dormir tão bem, não quero ir”. Abri a janela, “estava a dormir tão bem “, repetiu e mergulhou bem dentro da almofada. Olhei para fora e estava uma manhã linda, ao contrário daquelas minhas manhãs, cinzentas e escuras, que me faziam encolher e esconder dentro dos lençóis e querer fugir aos compromissos escolares.
Tive tanta pena, lembrei-me tanto daquele sentimento, de querer ficar quente e aconchegada na cama, de quanto impossível parecia o ter que sair, vestir, e enfrentar mais um dia de aulas. Especialmente enfrentar uma manhã em slow motion , preguiçosa e fria.

Mas o mundo não estava tão perdido quanto isso, ele desceu as escadas quase a correr, e quando já entraram no carro já estava tudo de volta à normalidade, empurrões e discussões para decidir quem (não) ia no meio.

(Tenho muito flashbacks , mas penso que será normal não?)

Sigam-nos por aqui @marta_amaia

Comentários

Mais lidas