E as noites?





Isto por aqui anda bonito. De há uns tempos para cá, mais especificamente há cerca de duas semanas, sua excelência, D. Francisco I cá de casa, decidiu que acordar a meio da noite é algo a manter. 


A questão não é só o acordar ás 4 da manhã, ou ás 3, mas sim prolongar esse mesmo acordar durante cerca 1 hora. Não chora, não se zanga, não grita, fica ás escuras deitado na cama, a brincar com as mãos e a palrar. Depois, vira-se para um lado e volta a dormir. 
Parece inofensivo mas não é, até porque acho que já criou o hábito ou a rotina de acordar a essa hora e mantém-se fiel. 
Não é fome, não são dentes, não está molhado nem com a fralda suja, e se for um pico de crescimento , então esse já dura há semanas. 

Na consulta da semana passada falei com o pediatra. Experimentamos o melamil, 5 gotas. Dormiu profundamente a noite toda. Na noite seguinte, foram 4 gotas e também correu bem. Depois passamos para as três gotas ( a ideia era fazer progressivamente o desmame), mas acorda. Ou se não acorda propriamente, fica com os olhos fechados mas sempre a palrar. Voltamos para as 4 gotas, e voltou a dormir lindamente. 

Regressamos ás 3 gotas e a história mantém-se. Acorda e agora com olhos abertos.
Não quero continuar com o melamil porque tenho receio que crie habituação e não quero que perca capacidade de adormecer sozinho, mas também isto não pode continuar. 

Hoje vamos experimentar tirar o biberão das 23h, pode ser que ajude ( espero eu...)


Sigam-nos por aqui @mybabyblueblog
Mais posts sobre Me&Us 

Comentários

  1. Com o tempo vai perceber que com as crianças tudo são fases , umas mais cansativas do que as outras mas passa. Não se preocupe muito :)
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois.... o problema aqui é que com o mais velho a tal fase durou 1 ano e meio (ou mais...).... e já não tenho a mesmo idade....lol
      Beijinhos

      Eliminar

Enviar um comentário

Mais lidas

Ai, se ao menos dormisses eras ainda mais delicioso. Isto das noites roubam-me anos de vida. Já fui roubada antes pelo João, não anos mas sim décadas de anos de vida. Depois foram repostos com o Tomas e agora foram-se novamente. Já não tenho idade nem energia para isto. Sinto cada ruga nova, cada branca a nascer, a paciência a desaparecer. Dói o corpo, dói a cabeça, dói-me todas as células.