Dilemas internos

Ando sempre dividida.
Se estou com o Francisco, sinto que deveria estar com o João ou com o Tomás. Se estou com o João, sinto que deveria estar com o Tomás ou com o Francisco, e assim sucessivamente. 

Dizem que o do meio é o que mais precisa de atenção, e nunca sei se estou a dar a suficiente, ou se dou a menos. Esforço-me para dar atenção one-to-one, e eles começam a contar uma história ou algo que aconteceu durante o dia ou um jogo xpto,  mas a meio da narrativa, a minha cabeça começa a a pensar nas mil e uma coisas ainda por fazer. Um conta-me a finta que fez no futebol e eu penso na quantidade de leite que o bebé tomou, e quantas horas vai fazer à noite. Outro fala do número 1 e anuncia que já sabe fazer direitinho o 1, e eu lembro-me que temos que comprar mais fraldas, estou a dar o biberão ao bebé, e lembro-me que nem o João nem o Tomás têm o pão que gostam e há alguém que tem uma festa de aniversário este fim de semana (e falta comprar o presente...). Falam-me em espadas e sabres de luz, mais pinguins no futebol (what???), e músicas que não consigo identificar, e começo lentamente a pensar no jantar, nas compras do supermercado, nos e-mails que tenho que enviar, nas mensagens que ainda não respondi...

Sorrio, derreto-me naquele olhar e naquela carinha, tento apanhar o resto da conversa, dou um abraço e sinto-me culpada. Em modo repeat. 

Sigam-nos por aqui @mybabyblueblog
Mais posts sobre Me&Us 

Comentários

  1. Atenção , nada de "empreender" demasiado nesses pensamentos, olhe as depressões. Importa é estarem todos bem, felizes e saudáveis. Se ninguém apresenta queixas não há motivo de alarme.
    Desfrute.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá
      Obrigada pelo seu comentário.
      Nada de depressões por aqui, apenas a tentar conciliar tudo da melhor forma.
      Beijinhos

      Eliminar

Enviar um comentário

Mais lidas