O filho do meio



Dizem que o filho do meio é o que mais vai "sofrer" com a chegada do irmão mais novo.
Dizem que o filho do meio é o que se sente mais perdido no seio da família, que tem que se esforçar mais para ter a atenção dos pais, e para se afirmar perante os irmãos. 

Não sei se é verdade. Deverá ter algum fundamento e logicamente deverá ter os que são fiéis à regra e claro,  os que são excepção à regra. O que é certo é que aqui, o Mini está a passar por uma fase mais complicada. Se está ou não relacionado com a chegada do irmão ou se é algo apenas próprio da sua personalidade e idade, não sei. Mas o que é certo é que anda muito mais nervoso,  mais impaciente, e muito teimoso. 

Ora está muito bem, e corrre tudo lindamente, como de repente, do nada, zanga-se muito porque não consegue fechar uma tampa, ou tem um ataque porque saiu uma peça do lego, ou algo semelhante. Também temos situações em que começa a comer lindamente, e depois diz que não come mais só porque não quer. E quanto mais se insiste pior é. Mais ele teima que não faz/ come/ vai etc, mais o choro aumenta, e mais nervosos todos ficamos. 

Calma, eu sei. Vai passar ( eventualmente), eu sei. 
Mas é nestas alturas em que penso que as crianças deveriam vir com um pequeno livro de instruções, ou um manual que explicasse a sua própria psicologia. Algo do género: quando eu fizer isto é porque sinto-me assim, logo tens esta opção ou esta. Era ou não era mais fácil?

Assumimos que é devido ao irmão que vai nascer, e tentamos dar-lhe muita atenção e que se sinta valorizado e apreciado. Ontem jantamos os 3, foi a noite do filho único, mas não é a primeira vez, já tem havido tardes do filho único, e almoços do filho único. Se corre bem? Corre, corre melhor. 
Vamos lá ver.... 

Sigam-nos por aqui @mybabyblueblog
Mais posts sobre Me&Us 

Comentários

Mais lidas