O que é que as mães precisam?



Fazemos mundos e fundos para que os nossos filhos sejam felizes,  movemos montanhas para que se sintam seguros, amados, quentes, e saudáveis. Compramos brinquedos e roupa novas, procuramos os amigos para eles brincarem, juntamos a família para que se sintam protegidos e rodeados de história e raízes, vamos de férias para que conheçam novos sítios, a praia, a neve, o campo, outras culturas e línguas.
Mas o que é certo é que eles nunca serão mesmo felizes se os pais não o forem.

E nós mães, o que é que precisamos?

Precisamos deles, é certo. Precisamos dos seus sorrisos e abraços, da dar a mão àquela mão pequenina e rechonchuda. Precisamos dos beijinhos e de ver os seus olhinhos a brilharem de contente, das palavras meigas e das festinhas na cara.


Mas precisamos de mais. Não somos só mães, somos mulheres, somos pessoas, somos filhas, somos irmãs, somos amigas.

Precisamos de ter tempo para nós . Tempo para ir ao cabeleireiro, ao ginásio, passear, estar sozinha. Tempo de ler uma revista ou ver um programa na televisão. Tempo para fechar os olhos e pensar em silêncio. Tempo para ter silêncio, ou tempo para ouvir uma música que gostemos.


Precisamos de namorar. Porque o casal pode-se perder no meia da família, e o tempo é exclusivo para os filhos, e é importante ter tempo para namorar. Jantar fora os dois, ou dar a mão quando vemos a televisão. Conversar os dois sobre tudo menos os filhos e a casa. Ouvir, ver, e sentir.


Precisamos de fazer o que gostamos. Porque o fazemos reflecte no que sentimos, é muito importante fazer o que gostamos.


Precisamos de descomprimir. Com amigas ou sozinhas. É saudável ter um escape, quer seja através do exercício físico, quer seja com um jantar de amigas. Precisamos de aliviar a cabeça com conversas fúteis e ligeiras, problemas frívolos e mexericos. Fazer exercício para além de ter os benefícios físicos óbvios, faz tão bem à cabeça e a saúde mental.


Precisamos de estar com pessoas positivas e que nós fazem rir. Não sou fundamentalista, mas acredito que a boa energia irradia pelas pessoas e é absorvida. O mesmo passa-se com as más energias. E é melhor estarmos bem dispostos, a rir, do que sempre tristes e carrancudos.


Precisamos de dormir. Ninguém funciona bem com a privação de sono.


Precisamos de coisas bonitas. Sim, todas as mulheres precisam de coisas bonitas. Quer seja uma nova peça de roupa ou uma bonita fotografia, um ramo de dores , uma vela que cheira bem, uma almofada com um padrão mesmo bonito.


Precisamos de nos sentir amados. Pelo nosso marido, filhos, pela nossa família, pelos nossos amigos. Precisamos de uma surpresa à ultima hora, de um beijo inesperado, de um carinho merecido. De um telefonema prometido, de uma tarde bem passada, de um almoço prolongado e uma manhã comprida.


Precisamos de sentir bonitas, sexy, inteligentes. Faz bem ao ego e maravilhas a auto-estima.


Precisamos de segurança. Segurança em casa, no trabalho, na família, e segurança na nossas decisões e atitudes.



mais Mummy Stuff posts aqui



Sigam-nos por aqui @mybabyblueblog
Mais posts sobre Me&Us 

Comentários

  1. Sou mãe de 4 rapazes sei bem o que é a falta de tempo, o querer estar em todo o lado, agradar a tudo e todos, limpar, engomar, o marido que tem dias que é ele também uma criança, e quando chego ao final do dia, lembro-me muitas vezes que nem uns minutinhos reservei para mim.
    Adorei o teu post!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Mariana, um beijinho para si e para os 4 boys ( deve ser uma aventura aí em casa!) beijinhos

      Eliminar
  2. Parabéns não faltou nada, revi-me completamente neste texto, pior, sempre que tiro um tempo para jantar com colegas , ou gasto algum dinheiro em alguma peça de roupa por exemplo, fica sempre o complexo de culpa porque devia de ter dado o meu tempo a eles, ou gasto o dinheiro com eles, não é facil, mas no final é extremamente compensador .
    Paula Malato

    ResponderEliminar
  3. Adorei o post! Tão verdade e escrita de uma forma tão clara. Tudo o que sinto e que não consigo explicar quando me perguntam: o que te falta?
    Obrigada *

    ResponderEliminar
  4. Como ca e casa é uma família monoparental sinto mm falta d muita coisa....principalmente de TEMPO pra mim.....nem que fosse so para escutar o silêncio...mas acho que é so uma fase ate o meu Leo ser mais independente....porque só por ele é que consigo abdicar de determinadas coisas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daniela... chamo-me elza cordeiro e gostaria de entrar em contacto consigo. Se possível, envie-me um email para elzaccordeiro@gmail.com

      Eliminar
  5. precisamos que nos dêm os bons dias de forma cxarinhosa, quenos digam estás linda, que nos façam sentir que somos únicas e especiais.

    ResponderEliminar
  6. É tudo isto, sem tirar nem pôr...é bom rever-me nas suas palavras e por momentos lembrar que não sou a única a sentir-me assim ....

    Adorei!

    Bjinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais lidas