Cumplicidade (dos irmãos)



( já escrita há algum tempo, e confesso que vi neles o que via comigo e com os meus irmãos, e tive alguma saudade  daquelas brincadeiras, das corridas, das zangas, de sermos pequenos outra vez).

Dou por mim a observar estes dois, e lembro-me de mim, e dos meus irmãos. 

Não se ensina, não se aprende, não se sabe explicar nem traduzir, esta cumplicidade inata, consanguínea e imaterial, (só) sentida pelos irmãos e irmãs.

Ler aqui



podem ler todas as crónicas do Sapo Lifestyle aqui.








Comentários

Mais lidas