Exercícios teóricos vs práticos

Andamos numa fase menos fácil cá em casa. O Mini gosta de desafiar o que por vezes gera assim uma polêmica entre os Pais e o meio palmo de gente. 
Verdade seja dita, sinto que não consigo manter a calma necessária que deveria para levar as coisas a bom porto. Então e para tentar gerir tudo da melhor maneira,  comecei a ler novos métodos e novas maneiras de conseguir chegar até ele, sem recorrer à minha arma secreta de falar mais alto ( vulgo gritar!). 

Tudo o que li, gostei. Tudo o que li fez imenso sentido, tudo o que li dava a indicação que seria tudo fácil e perfeito de implementar. Arregacei as mangas e esperei pela nova birra do Tomàs, para mostrar que como aluna aplicada que sou, iria resolver tudo à primeira!

Ora, enganei-me! 
Tudo o que li, embora não seja nenhuma verdade transcendente mas sim bom senso, aplica-se na perfeição, na teoria! Eu até gosto bastante de ler e estudar, mas preciso de exemplo práticos e concretos e não abstratos e latos. 

Isto é como a faculdade,  onde temos as aulas teóricas acompanhadas das aulas práticas para melhor ilustrar o que assimilamos.  E eu preciso desse livro de exercícios práticos, dessa pasta de fichas para resolver e aplicar o exercício com os conhecimentos teóricos.
Eu já sei que se deve respeitar uma criança, também sei que devemos criar uma relação sólida e estreita com ela, bem como ter regras para se sentir confiante e seguro, ele tem a minha atenção e deveríamos cooperar. Eu sei isso isso tudo o que nao sei, é aplicar isso tudo numa situação como esta:
" Tomás anda vestir-te, que já é tarde"
"Tomás, anda lá!'
"Tomás não fujas, vamos vestir que senão chegamos tarde e à tua professora fica triste"
Nesta fase ainda estou calma, apesar dos ponteiros do relógio já andarem a uma velocidade alucinante, o miúdo a correr semi nu pelo quarto e o outro a querer ir embora para não chegar tarde. Ainda consigo falar direito, tenta mudar de foco de atenção, falando dos amigos e do que vai fazer durante o dia, falando dos cães, e dos brinquedos. Mas ele teima em não querer vestir-se.  E como não há nenhum teimoso sozinho, e como os ponteiros já estão em modo supersônico, começo eu a vesti-lo quase à força. O que é pior. 
Então, voltamos às conversinahs, que embora o distraiam, não o distraem o suficiente para conseguir enfiar uma camisola pela cabeça abaixo sem que ele perceba. 

Mas depois nada funciona, ele continua a fugir, o relógio já marcou as nove, fico com os nervos em pé, e começo a falar mais alto. 

Ora, era aqui, neste mesmo instante e nesta fase, é que precisava de um livro de exercícios práticos ( daqueles com a resolução no final) para me ajudar a aplicar tudo o que aprendi nas aulas teóricas. 






Sigam-nos por aqui @mybabyblueblog
Mais posts sobre Me&Us 
facebo

Comentários

  1. Ai Marta... como a compreendo... tenho um "Denis o Pimentinha" de dois anos e meio... que é igual! Por isso... quando descobrir esse caderno de exercicios prático... por favor partilhe-o!!!! Espero ansiosamente.

    Beijinhos e parabéns pelo Blog!! ;)
    Sónia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Combinamos assim, quem arranjar primeiro o tal bendito caderno de exercícios práticos, partilha com as outras, pode ser?
      Beijinhos para o pimentinha

      Eliminar
  2. Olá! Eu sou solidária convosco e até parece que o relógio também gosta de nos pôr à prova. Será que os nossos filhos se aliam ao relógio contra nós? :)
    Não é o caderno de exercícios práticos, mas encontrei uma solução que aumenta um pouco a nossa paciência: mindfulness. Se no início achava que não ia resultar em nada, a verdade é que este tipo de meditação tem-me ajudado a manter um pouco mais a calma. Como treinamos o cérebro para tomar consciência do momento presente, nas horas de maior desespero, damos por nos a pensar: como vou resolver isto agora, em vez de nos deixarmos levar pelos instintivos gritos, etc... Bastam 10, 15 minutos por dia ou o tempo que lhe (se) quiser conceder. Recomendo! Eu sou adepta há uns meses e tem me feito um bem imenso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Odete, já estive a ler os conceitos básicos mas sinto que precisava do tal livro de exercícios práticos. Tudo o que li faz Todo o sentido , mas não percebo como aplicar. Se tiver algum conselho agradeço, beijinhos e obrigada

      Eliminar
  3. Eu fiz este curso aqui: http://palousemindfulness.com/. É um programa fundado por Jon Kabat-Zinn. Dura 8 semanas e tem meditações guiadas e vários vídeos para ver ao longo do curso. O "defeito" é ser em inglês. Não sei se conhece Mickaela Oven. O livro dela chama-se Educar com Mindfulness e traz um cd guia de meditação mindfulness (e é tudo em português). A vantagem é que esta autora associa o mindfulness à parentalidade, sendo mais específico. E também se inspira no Jon Kabat-Zinn. Espero ter ajudado. Beijinhos!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais lidas