10 Sinais que vivemos com um "Terrible Two"




Alguém disse que viver com crianças era igual a viver numa casa com universitários, pois ninguém dorme, ninguém limpa a casa, está tudo partido, e há muitos vómitos. Se tiver um filho com cerca de 2 \ 3 anos, isto aplica-se na perfeição.

Ainda bem que as crianças são muito queridas e nós gostamos muito delas, pois senão era mesmo muito complicado. E quem tem um filho com 2 anos, sabe mesmo que a expressão Terrible Two’s aplica-se que nem uma luva. São mesmo terrible, estes dois anos deles. Caso, por acaso, não considere que os terrible two’s não se aplicam aí em casa, verifique nesta lista se reconehçe alguns dos sinais:



1.     A nossa casa parece que implodiu

O que é que está ali no sofá? Toalhitas do bebé pois claro. E ali na cadeira? Uma boneca enrolada no nosso lenço favorito, e por baixo dos livros tem metade de uma bolacha, e mais perto do armário está meia banana. No worries, ao menos comeu fruta hoje. 


2.     Estamos sempre a pedir desculpas

“Está na hora do sesta dele”, ou “ ele esta muito cansado agora”, ou “ nem costuma fazer isso, mas hoje está mais cansadito”, ou ainda “ é fome”, são as frases que saem da nossa boca quase mecanicamente. E todos fingem acreditar, pois é bem mais fácil ( e conveniente) do que dizer que o nosso filho deu um empurrão à outra criança só porque lhe apeteceu. 


3.     Levamos sempre lanchinhos para todo o lado

Já viram O Exorcista? Não? É tal e qual ao meu filho quando começa a ficar com fome. Não se acreditam? Espera só uns minutinhos


4.     Há um bacio não utilizado na nossa casa de banho

Nesta fase do campeonato já ninguém usa o bacio, mas ele la continua, sozinho, na casa de banho…


5.     Os encontros para brincar começam a ser uma seca

Lembram-se daquela altura em que passeávamos com os bebés no carrinho, e até conseguíamos ter uma tarde agradável pois eles adormeciam e nós ficávamos horas à conversa com as outras mães?

Pois, agora nada disso. Tica a ver se não cai, toca a ajudar a subir as escadas, toca a empurrar o baloiço, “vais cair”, “ não subas para aí”, “ olha que isso é alto, e vai cair”, “DEIXA A MENINA!”, “NÃO FACAS DÓI-DÓI Á MENINA!” etc etc


6.     Fazemos pesquisas sobre creches, e falamos sempre sobre esta odisseia

É tal e qual quando fazemos a primeira pesquisa para aquelas férias fantásticas. Ver o quarto, ver o hotel, ver os voos, programar e sonhar. Só que é com as creches, e para preservar a nossa sanidade. 


7.     Temos coisas que mais parecem lixo ( mas não são)

Estes sarrabiscos na verdade são a minha casa, e a a casa da avó, na perspetiva do bebé. Estes aqui, que parecem uns gatafunhos, na verdade representam o nosso carro e também aquele ali um avião. É uma visão criativa. 


8.     Estamos sempre a filmar compulsivamente

Quando pegou no garfo sozinho, quando deu aquele saltinho, quando quis tentar cantar, quando calçou aquelas botas, quando cortou o cabelo, quando caiu e magoou-se, quando caiu outra vez e magoou-se menos, o banho, a papa, a sesta, etc etc


9.     Olhamos de forma intensa para os outros bebés

Podemos até nem sentir a vontade de ter um outro bebé, mas temos aquela nostalgia e saudades de vermos o nosso piolho assim pequenino, é também nesta altura que nos apercebemos que já passaram dois anos, e que tudo passou a correr (menos os quilitos a mais.


10.  Sorrimos, mesmo estando cansadas.

Ele diz “Mamã minha”, e mesmo estando estafadas, zonzas de sono, cansadíssimas, sorrimos,







fonte e fotos: artigo adaptado de scarymommy

mais Mummy Stuff posts aqui

facebook | instagram | google+| bloglovin

Comentários

Enviar um comentário

Mais lidas