Mãe desnaturada | Não há direito!


Minha nossa, minha nossa, minha nossa. 

Neste post referi que as roupinhas de natal dos meus filhos foram compradas na véspera da véspera, sem a devida antecedência, sem a devida preparação meticulosa que qualquer mãe exímia ( como todas vós que me fizeram saber) obviamente faz!


Eu, mãe desnaturada, negligenciei os meus queridos e ricos filhos e não fui capaz de lhes vestir e escolher devidamente e acima de tudo A-TEM-PA-DA-MENTE! 

Eu, mãe desnaturada, sujeitei-os à terceira loja que encontrei na véspera da véspera, já ao fim de tarde, escuro e de noite. Felizmente entrei numa Knot, mas foi pura sorte. Com o breu da noite, poderia ter facilmente entrado noutra loja qualquer. E sabe-se lá o que poderia ter acontecido. 
Felizmente havia dois casacos de malha verde caqui, felizmente ainda havia o número deles. Mesmo assim não foi o tradicional xadrez, vermelho, bordeaux, enfim uma daquelas cores mais natalícias e típicas da época. Vou auto-flagelar-me, esfomear-me ( existe?)  até não aguentar mais, atirar-me para uma banheira de gelo e aguentar até ficar roxa ( ou até os dedos caírem). 

Eles são crianças indefesas, pobres anjinhos. Não mereciam, não, pois não.



 (Post escrito em recorrendo ao sarcasmo! Eles estavam lindos, e não uma camisola ou casaco, que determina o quanto gostamos deles. Ah! E foi um Natal óptimo!)


Sigam-nos por aqui @mybabyblueblog

foto: pinte

Mais posts sobre Me&Us 

Comentários

Mais lidas