Quando decidem ajudar-me



O Mini achou que eu andava a fazer muitos serões à frente do computador, e que durante a tarde também não lhe prestava a atenção devida, e decidiu ajudar-me.

"Mamã, eu trabalho! Vês!!"
Dizia ele, enquanto teclava freneticamente no meu portátil, e eu tinha que estar a olhar para o lado. 


"Não olhes para aqui! Eu ajudo-te!!"
E continuava ele, agora de forma mais agressiva a teclar como se o fim do mundo dependesse daquele jig jog de teclas e puxões que o coitadinho do portátil levava. Por vezes ainda emitia assim umas apitadelas, mas entre o frenesim das teclas, qualquer outro som era abafado.

Foram cerca de 5 minutos muito longos e dolorosos para o coitadinho do pc. Mas o miúdo estava feliz da vida, e o pc sofria.

Agora, tenho as letras minúsculas, e desfocadas. Preciso do dobro do tempo para ler o ecrã. Vou demorar horas a arrumar o desktop, a alinhar o icons e a pôr tudo num tamanho legível sem ajuda de uma lupa ou de um microscópio. 

Ajudou imenso. 

foto: pinterest
mais posts sobre Me&Us

Comentários

Mais lidas