Devemos (ou não) premiar o nosso filho por ser bom aluno?



Devemos ou não premiar o nosso filho por ser bom aluno?

Ora bem as opiniões dividem-se acho que este post vai dar "pano para mangas".


A R. teve (mais um) 90% e recebeu um presente dos pais por ter tido (mais uma) boa nota. A M. chegou a casa, também com um 90%, também já com um historial de boas notas, mas não recebeu nenhum presente. Perguntou à mãe, porque é que não tinha recebido nada, enquanto que a sua amiga R. tinha.
A mãe respondeu que fica muito feliz por a M. ser tão boa aluna, mas acha que é a sua obrigação ser boa aluna.

O que acham?
Deve-se recompensar e oferecer presentes ou os filhos estão apenas a cumprir a sua obrigação?

Não considero que se deva recompensar os miúdos por terem boas notas, acho que ficarmos orgulhosos deles e fazerem-nos sentir orgulhosos disso já é em si a sua recompensa. Acho também que os miúdos devem lutar para serem bons alunos, não porque vão receber um iphone no fim do mês caso tenham um 20, mas sim porque sabem que ter notas altas é importante para a sua vida futura. 

Bem sei que há correntes que afirmam que não se deve avaliar a criança (consequentemente o jovem adulto,  depois o adulto) baseado apenas nas suas notas. O individuo deve ser avaliado como um todo, numa análise mais holistica do que numérica.
Sim, acredito nisso, mas quer queiramos ou não a nossa sociedade ainda não evolui para esses parâmetros nem para esse nível de sofisticação. Quer queiramos ou não, neste momento ( e penso que durará mais algumas décadas), a sociedade avalia pelas notas. 

São as notas que determinam em que curso vamos entrar, são as notas que determinam se entramos no Top 5 da faculdade, são as notas que avaliam qual o emprego que vamos ter (claro que já há grandes multinacionais a incluir nas suas avaliações outros paramentos, mas apenas são chamados inicialmente para entrevista os bons alunos, os que têm uma media mínima de x).
Portanto, ainda vivemos numa sociedade em que as notas são indicadores de alguma coisa para o futuro.

Os meus pais cultivaram em mim e nos meus irmãos a vontade de sermos bons alunos. Vontade própria, não materializada ou recompensada por presentes ou afins. Havia disciplinas em que éramos melhores, noutras piores, noutras havia uma facilidade inata, e noutras ainda era um tormento, mas tínhamos que tentar e acima de tudo de esforçar. 
O esforço era  e é muito importante. 

Não recebi presentes de boas notas, tal como também não tenciona dar aos meus filhos. Acho que devem tentar ser bons alunos porque, hoje em dia, é importante serem bons alunos. 



mais posts com a tag "opinião" ver aqui.



Comentários

  1. Eu estimulo-as e elogio. Mas nunca lhes dei uma prenda por terem boas notas. Ainda ontem vieram as avaliações intercalares e as de uma delas foram maravilhosas e nada mais fiz que elogiar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elogiar e ficar orgulhosos!! É uma bom estímulo! Beijinhos

      Eliminar
  2. Eu cresci também a ser elogiada e sentir que tinham orgulho em mi e que isso era bom para mim! Não havia prendas materiais nem esse género de recompensas! Cresci bem e assim espero educar o meu rapazola!
    Beijinhos da costa alentejana, Xana

    ResponderEliminar
  3. Concordo com cada palavra... Nunca Premeio meus filhos materialmente por terem boas notas!!! Elogios por demais ,beijos e abraços muitos!!! Vivemos num mundo de materialismos em que certos valores se perdem cada vez mais!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais lidas