As crianças aprendem o que vivem





Se as crianças vivem com críticas, aprendem a condenar.
Se as crianças vivem com hostilidade, aprendem a ser agressivas.
Se as crianças vivem com medo, aprendem a ser apreensivas.
Se as crianças vivem com pena, aprendem a sentir pena de si próprias.
Se as crianças vivem com o ridículo, aprendem a ser tímidas.
Se as crianças vivem com inveja, aprendem a ser invejosas.

Se as crianças vivem com vergonha, aprendem a sentir-se culpadas.
Se as crianças vivem com encorajamento, aprendem a ser confiantes.
Se as crianças vivem com tolerância, aprendem a ser pacientes.
Se as crianças vivem com elogios, aprendem a apreciar.
Se as crianças vivem com aceitação, aprendem a amar.
Se as crianças vivem com aprovação, aprendem a gostar de si próprias.
Se as crianças vivem com reconhecimento, aprendem que é bom ter objectivos.
Se as crianças vivem com partilha, aprendem a ser generosas.
Se as crianças vivem com honestidade, aprendem a ser verdadeiras.
Se as crianças vivem com justiça, aprendem a ser justas.
Se as crianças vivem com amabilidade e consideração, aprendem o que é o respeito.
Se as crianças vivem com segurança, aprendem a confiar em si próprias e naqueles que as rodeiam.
Se as crianças vivem com amizade, aprendem que o mundo é um lugar bom para se viver.

Dorothy Law Nolte
(1954) 

Depois de ler este post, lembrei-me deste que já tinha aqui escrito. 
"Uma professora apanhou dois alunos à luta. Um rapaz e uma rapariga, ambos com 10 anos.
De volta a sala, já com a turma toda reunida, diz que não podem lutar. Diz que não se deve lutar, nem dar pontapés nem murros. Diz que é feio andarem á luta e que não se magoa as outras pessoas só porque estamos zangados.

Alguns alunos, respondem rapidamente " mas o meu pai faz isso", ou" o meu pai bate a minha mãe e não faz mal".

" E não faz mal" isto não me sai da cabeça... 
" E não faz mal......."

foto: pinterest 
fonte:  aqui 

mais Mummy Stuff posts aqui

facebook | instagram | google+| bloglovin

Comentários

  1. boa tarde
    gosto muito do seu blog que acompanho.
    gostei tb deste post, nunca é demais relembrar, mas nós pais não somos perfeitos e por isso ás vezes passamos coisas para os nossos filhos que não queremos, às vezes não somos tolerantes, às vezes somos injustos, às vezes zangamo-nos, etc Não gostamos, sentimo-nos culpados, mas a vida é mesmo assim, não somos perfeitos e os nossos filhos tb não têm de ser.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais lidas