Eles & As redes socias



Bem sei que os tempos são outros e que hoje as crianças são diferentes de quando nós éramos crianças. Hoje crescem com ipads e iphones, wifis e skypes, vibers, whatapps e facetimes. Lembro-me do Mini J ainda pequenino e já deslizava o dedinho para desbloquear o telemóvel, e fazia-o com uma facilidade tremenda. 


O João tem 6 anos, mas já anda a falar de emails, facebooks, ipads e pc's, e iphones. Dizemos sempre que ainda é muito novo e que quando acharmos que tem idade terá uma conta de facebook e um email. 
Sim, já me fala de emails e quer enviar emails aos amigos.  
Como ainda está a aprender a ler, obviamente que não pode ter contas de nada, mas muito em breve já saberá ler e escrever, e vai querer comunicar com os amigos como todos os outros, e como nós também o fazemos.
Mas qual é a idade aceitavel? Acho 6 cedo demais, como também acho 7, 8, ou 10 anos. Mas estou certa ou desajustada da realidade?

Tentámos limitar o uso dos jogos do iphone e ipad, e consolas, mas eles parece que nascem já com aquilo dentro deles. Não acreditamos em rigidez absoluta nem em extremos, portanto podem jogar, mas só até quando os pais acharem que é um período aceitável. Não acredito que nos dias de hoje, se deva proibir completamente os miúdos, pois eles têm que sentir confortáveis e ajustados ao mundo em que vivem. Claro, se vivêssemos numa aldeia remota, numa planice, num deserto, era bem diferente.

Eu sei que é uma questão de tempo, e que o que era dantes é bem diferente do que é hoje, mas até quando conseguiremos atrasar esta entrada no iWorld e nas redes sociais?
Também não o quero como um info-excluído, um ser estranho na escola, mas também não quero abrir essa porta cedo demais. 

Mais posts sobre Me&Us 
facebook | instagram | google+| bloglovin  

Comentários

Mais lidas