Nós no MinI Porto Belo



No Sábado passado fomos ao Mini Porto Belo. Já andava a prometer ao João há imenso tempo, mas nunca conseguíamos ir. 



Para os que não conhecem esta iniciativa, o  Mini Porto Belo é uma edição infantil do Mercado Porto Belo, onde aqui as crianças são verdadeiramente os protagonistas. Podem vender tudo com um preço máximo de 1€, e passa-se uma tarde muito bem passada. Esta edição foi nos jardins do Palácio de Cristal, mas há sempre em locais diferentes e giros.

Os preparativos começaram dias antes a escolher os brinquedos. Depois fizemos as etiquetas de preços. O João estava exitadissimo. 
Chegamos e fizemos o check-in. Depois fomos montar a banca. 






Nos primeiros momentos, ninguem vinha, e notei que ele estava mais triste, especialmente quando a banca da menina do lado tinha "clientes"  e nós nada. Senti mesmo pena, e arrependi-me de o ter incentivado a vir. 



Depois, as coisas começaram a ficar mais agitadas. Ensinei-o que quando vem um cliente à nossa mesa, temos que nos levantar, dizer boa tarde e estar com ar mais feliz. Começaram a chegar mais pessoas que vinham para a Feira do Livro, que simpaticamente paravam em cada banca e metiam conversa com os miúdos. 

Rapidamente começamos a ter muitos clientes,e as vendas proliferaram. 





Esta iniciativa, na minha opinião, é muito boa para as crianças. Ensina-os a terem uma noção mais concreta do dinheiro, do processo de troca de dinheiro por um produto e o que é poupar. Logicamente que não fomos para ganhar dinheiro, mas sim, para ele perceber o que é, e o trabalho que dá. 

As crianças estavam todos contentes, umas vendiam pipocas, milho, fruta e flores, outras livros, brinquedos, pulseiras de elásticos, sumos, havia de tudo. No fim ainda trocou com alguns meninos uns brinquedos que ambos queriam. Troca por troca entre os comerciantes e todos sairiam a ganhar.






Uma das coisas que vi e não gostei muito (aliás nada mesmo!), foi alguns do adultos a regatear preços com as crianças pequenas. Estamos a falar de preços que não podem subir acima de 1€, e que normalmente rondam os 0,50 cêntimos, portanto não é propriamente uma fortuna. E na maioria dos casos, as crianças são pequenas, portanto facilmente se enganam e dizem um valor errado, ou muito abaixo. 
Acho pouco razoável ver um adulto feito, homem nos seus 30 anos, a regatear com uma criança nova, se o brinquedo em causa custa 50 cêntimos ou se ficara com um preço especial de 20 cêntimos. Isto tudo enquanto tem uma nota de 20€ na mão.

O Tomás também andou por lá, entre fugir pelos jardins, e espantar o pavão, ele adorou!






Mais posts sobre Me&Us 

Comentários

Mais lidas