Bruxismo Noturno: distúrbios do sono



O Bruxismo Noturno é uma das principais causas de desgaste dos dentes, aumento da sensibilidade dentária, má oclusão dentária, fratura dentária, dores variadas e desenvolvimento de problemas na articulação da mandíbula, como a síndrome da articulação têmporo-mandibular (ATM).


O que é o Bruxismo Noturno?
O Bruxismo Noturno é uma perturbação do sono que consiste no apertar e ranger dos dentes de forma involuntária e inconsciente
Ocorre à noite, em períodos de maior stress e ansiedade e sem que a criança se aperceba do seu comportamento (já o Bruxismo Diurno, ocorre de forma mais ou menos voluntária e está relacionado com um tique ansioso ou hábito).
Ao Bruxismo Noturno podem associar-se outras perturbações do sono (qualquer tipo de ocorrência durante o sono que nele provoque uma alteração) como o sonambulismo ou os  terrores, o que prejudica ainda mais a qualidade do sono da criança.
As perturbações e a consequente privação do sono, podem ter consequências mais ou menos graves ao nível do comportamento, aprendizagem e desenvolvimento da criança como a hiperatividade, défice de atenção, dificuldade de concentração, défice cognitivo e depressão.
Causas do Bruxismo Noturno
O Bruxismo, ou ranger dos dentes, está associado a perturbações como a ansiedade, stress, tensão emocional ou o medo mas também pode resultar do incorreto alinhamento dentário ou como resposta a uma dor de dentes ou de ouvidos. Alguns medicamentos também podem desenvolver Bruxismo.
Diagnóstico do Bruxismo Noturno
Normalmente, a criança nem se apercebe que range os dentes. Quem está próximo dela é que deteta o problema pelo ruído que a criança produz enquanto dorme. Contudo, há outros sinais como sentir dor ao mastigar ou tensão e dor nos maxilares.
O Bruxismo Noturno tem tratamento?
O tratamento adequado do Bruxismo Noturno depende das causas do problema.
O médico dentista pode sugerir a utilização de um aparelho que ajuda na proteção dos dentes durante a noite. Através de um molde dos dentes da criança, faz um aparelho que se ajusta confortavelmente aos seus maxilares. Este aparelho serve como barreira e evita que os dentes se toquem e apertem mutuamente.
O sono desempenha um papel essencial na atenção, memória, aprendizagem e comportamento da criança (e dos adultos). Pelas profundas implicações na qualidade de vida da criança, os distúrbios de sono devem ser motivo de conversa nas consultas com o Pediatra. Compreender as suas causas permite definir um plano de tratamento adequado e evitar que se instale um padrão de sono deficitário que se pode prolongar até e pela vida adulta.
Como ajudar a criança?
Se a causa do Bruxismo Noturno for a tensão emocional, descobrir o que a motiva é essencial.
Conversar com a criança sobre o que preocupa (doença, mudança de escola, divórcio dos pais, morte de alguém próximo, bullingchegada de um novo irmão, etc.), redobrar a atenção, ajudar a criança a lidar com os seus medos e ansiedades são algumas estratégias possíveis. 
A outro nível, introduzir hábitos relaxantes como tomar um banho quente antes de deitar, fazer uma massagem suave, ler um livro,… também pode ajudar.
Outras consequências do Bruxismo
O Bruxismo Noturno tem, para além da perturbação do sono, outras consequências como o desgaste dentário, a má oclusão dentária, dor de ouvidos e de cabeça, a acumulação de tensão e dor nos maxilares, entre outras. 
Exercitar os músculos dos maxilares, fazer massagens locais ou aplicar compressas quentes pode ajudar a diminuir o desconforto associado à tensão muscular e promover o relaxamento geral.
“O sono é um processo fisiológico complexo, influenciado por propriedades biológicas intrínsecas, temperamento, expectativas, normas culturais e condições ambientais.”(1)

(1) Artigo “Hábitos e Perturbações do Sono em Crianças em Idade Escolar”, Leonor Leal Mendes, Armando Fernandes, Fernanda Torgal Garcia, Unidade de Desenvolvimento Serviço de Pediatria Hospital de Santa Maria. Acta Pediátrica Portuguesa, 2004; Vol. 35: 341-347.


fonte e foto: Mãe-me-Quer.

Para mais posts relacionados com a saúde dos mais pequeninos, ver aqui e sobre sono ver aqui.  

facebook | instagram | google+| bloglovin|  

Comentários

Mais lidas