Procuro o tempo


Procuro o tempo.
Fugiu, desapareceu, não sei para onde. 
Mas faz-me falta, e preciso dele. 
Procuro o tempo que fugiu entre os dedos, que escorregou entre as palavras, que desapareceu no meio das conversas. 
Faz-me falta para ter, faz-me falta para mim, preciso dele. 
Procuro o tempo fugido e sumido, 
escondido e desaparecido,
entre risos e abraços, beijos e mimos
Procuro-o no teu cabelo, nos braços deles, no olhar de quem o viu mas não  diz. 

Procuro o meu tempo, que me trouxe até aqui sem eu saber, 
que me fez de mim o que sou de ti, 
que me trouxe os tesouros de uma vida
que temos, a dois, a quatro.




Mais posts sobre Me&Us 

Comentários

Mais lidas