Os elogios e insultos com cariz gastronómico (ou alimentar)



Por aqui o Mini é fã dos elogios e insultos com cariz gastronómico. É uma junção de palavras algo diferente do habitual, é verdade, mas ele pensa que combinam na perfeição.

E é de reparar que ele não aplica um adjectivo descritivo ao adjectivo gastronómico que usou, como por exemplo,"és linda como uma ervilha verde e redondinha". Não! O miúdo gosta de dar um ar de mistério e deixar os outro a pensar, e no que quer dizer. 
Elogios como " estás tão linda como uma ervilha", ou " mamã querida banana", são frequentes cá por casa, e na verdade, ficámos sempre na dúvida no que ele quererá dizer. Mas uma coisa é certo, ele é um craque , pois não só combinam na perfeição como também podem dar para muitas coisas

Como é o caso da palavra banana, que mediante do seu estado de espírito e do contexto,  tanto dá para um elogio, como um insulto, " o João é feio e banana!" 

O problema é quando ele se entusiasma ( o que acontece com uma frequência superior à desejada), e começa a aplicar " banana" a torto e a direito. Ontem tivemos com a minha tia-avó, tia bisavó dele portanto. Na verdade esta tia bisavó é praticamente uma bisavó, e já tem 10 (sobrinhos) bisnetos. Sentou-se ao lado dela, e com o iPad ensinou-lhe como se joga um jogo que ele não sabe jogar. Recebeu um ovinho de Páscoa, cantou e dançou, bateu palmas e deu beijinhos, a tia bisavó com imensa paciência engatou nas brincadeiras todas. Deu-lhe beijinhos e fugia. Fez palhaçadas para todos se rirem. Entusiasmou-se  sozinho.
Depois chegou a hora da tia ir embora, deu um beijinho a todos os bisnetos, os netos, e chegou a vez do Tomás. Deu-lhe um beijinho e disse-lhe que gostava muito de ter brincado com ele.
A resposta que teve?
" Adeus banana!"

Felizmente não ouviu. Mas a bisneta mais velha fez questão de lhe dizer mais alto.

Felizmente  eu não estava na sala.






foto: http://minionslovebananas.com/galleries-images-wallpapers/

Mais posts sobre Me&Us 

Comentários

Enviar um comentário

Mais lidas