2 frases para resolver conflitos entre irmãos


boys-fighting-280x280



Ultimamente os dois pegam-se muito. O Jr  quando não tem nada para fazer e está aborrecido, descobriu que consegue arreliar o irmão e divertir-se com isso e o Mini com os seus 2 anitos ferve em pouca àgua. O Mini faz da sua missão de vida destruir as construções complicadas de Legos do Jr, que demorou horas a fazer. Chegou o Apocalipse, com gritos e choros.  Conclusão, um puxa o cabelo ao outro, ambos choram como se fosse o fim do mundo, e uma mãe à beira de um ataque de nervos, e um carros dos bombeiros complicado para reconstruir. 

Vi este post da Magda, e vou aplicar. 



Quando os miúdos se pegam, as nossas dores de cabeça podem ser ainda maiores.

Se é verdade que os irmãos se deviam defender a todo o momento, também é verdade que as maiores guerras acontecem dentro de portas. Infelizmente, não conseguimos nem podemos fazer com que os nossos filhos gostem um do outro - mas podemos ajudá-los a saberem-se respeitar e a serem mais tolerantes - isso sim, é fundamental.

Abaixo ficam 2 frases que ouvimos com regularidade e 2  propostas de respostas mais... positivas!

Mãe, o João chamou-me estúpido!
Resposta tradicional: João, que seja a última vez que te oiço chamar nomes ao teu irmão! Ai a minha vida!!
Resposta adequada: Vasco, parece que ficaste mesmo magoado com o teu irmão, não foi?

A partir daqui posso explorar a forma como o Vasco se sentiu e que tipo de resposta este filho pode dar ao irmão - a que gostaria de dar e a que se sente capaz de dar. Não devo ser eu, mãe, a resolver os conflitos entre irmãos [a menos que possam colocar em causa a segurança] - mas quando os escuto estou a ajudá-los a encontrar estratégias de resolução de conflitos.

Estou farta do meu irmão - a mãe está sempre com ele ao colo e a mim nunca ninguém me liga.
Resposta tradicional: Maria, pára já com isso, não vês que o teu irmão tem um ano e meio? Tu és super pesada!
Resposta adequada: Maria, gostavas que eu passasse mais tempo contigo, não era, filha? E que tivesse braços cheios de músculos para te trazer ao colo, não era?

Está na hora de fazer um dia do filho único! A sua filha sente falta de si!!




Fonte: Mum's the Boss
Foto: pinterest

Ver mais posts sobre educação e desenvolvimento dos bebés e das crianças, ver aqui


Comentários

Mais lidas