(Ter) O 3 filho


Talvez devido a ter dois rapazes, todos me perguntam quando vem a menina.
Digo que não vem, que estamos bem assim ( e estamos), e que o Tomás ainda é muito pequeno.
Entramos numa fase mais fácil, mais autónoma, menos dependente.
Mas, lá no fundo, bem lá no fundo, sinto que ainda não somos um círculo fechado.
Poderá, um dia, vir mais um, ou, uma.

Ler aqui


podem ler todas as crónicas do Sapo Lifestyle aqui.

Foto: http://fgmcgreger.com

Mais posts sobre Me&Us 

Comentários

  1. Eu tenho 3 meninos. O 3º veio sem aviso, depois de um período de doença do meu marido. Apesar de sempre ter dito que queria, pelo menos, 3 filhos, depois desta doença, rara, estranha e que nos abalou muito, já não contava ter mais. Felizmente o meu marido recuperou totalmente, mas marcou-me muito, foi uma fase mesmo mt difícil. Sempre fui muito incerta e pouco "controladora". Quando me apercebi do atraso nem me conseguia lembrar qd tinha sido o ultimo período! Entrei em negação durante uns dias, mas dp lembrei-me do cansaço dos últimos tempos e achei que já devia estar com + tempo do que era suposto e comecei a recear pelo bebé. Estar gravida era a ultima coisa em que pensava naquela altura e chorei, chorei, chorei... Só pensava numa recaída dele e eu com um recém-nascido nos braços, pois nessa altura, quase 1 ano dp, ele ainda não estava a 100%. Ainda demorei uns dias a contar-lhe e com a minha mãe desmanchei-me a chorar e ela percebeu logo. Quando fiz a 1ª eco apaixonei-me e achei o máximo ter 3 meninos (viu-se logo, já estava com 16 semanas...) e passei a gravidez com medo que algo não estivesse bem, por ter falhado os cuidados nos 1ºs meses. Felizmente é uma criança super saudável, mais do que foram os irmaos, Culpei-me mt por não me ter apercebido + cedo, já tinha tido 2! Mas a doença do meu marido afectou-o a nível neurológico, esteve internado 2x e qd veio para casa ainda fazia coisas do género, guardar loiça suja nos armários, no banho ficava debaixo do chuveiro e não se lavava... Foi melhorando aos poucos, mas eu fiquei mt abalada. Qt mais ele melhorava mais eu chorava, a pensar na sorte que tínhamos tido... Felizmente, já faz 5 anos que a doença se manifestou e desde que recuperou não teve mais nada...

    Ter 3 filhos dá mt trabalho, mas costumo dizer que se saísse o euromilhoes ainda ia ao 4º... e pela 1ª vez, ia torcer por uma menina :)

    Sandra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sandra, obrigada pelo desabafo e pela confiança.
      Deve ter sido momentos muito mas muito difíceis, que põe a vida em perspectiva. Pelo que li, é uma pessoa cheia de força, e os seus filhos têm muita sorte!
      Três é uma casa cheia, uma alegria e um reboliço!!! E ainda para mais três meninos!!!! Dev ser uma animação constante!!!!!

      Eliminar
  2. Um grande beijinho e espero vê-la mais por aqui. ❤️❤️❤️

    ResponderEliminar
  3. Olá Marta,

    É incrível como este artigo poderia ter sido escrito por mim. Tenho 2 rapazes (5 e 2 anos) e também tenho 2 irmãos mais novos que eu. Dia sim, dia não colocam-se exactamente as mesmas questões que refere no artigo, acerca de ter ou não um terceiro filho. Os argumentos são os mesmos, e não sei explicar bem, mas sentimos que 3 irmãos já são uma mini-família, quando nós (pais) faltarmos. Com 3, há sempre um que liga os outros 2, não sei se me faço entender…Vejo por mim e pelos meus irmãos: há sempre um que vai a “casa”, no fim de semana, ter com os pais. É raro o fim de semana em que não está um de nós presente.
    Mas, estamos também neste processo de indecisão. E tal como a Marta, sinto que ainda não somos um círculo fechado. Se vier, óptimo, se não vier, óptimo também…

    Obrigada pela partilha.

    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana
      Como a percebo!!! Três é uma casa cheia na infância e na vida fora. Animação e confusão qb
      E compreendo tão bem o círculo semi fechado......
      Um grande beijo
      Marta

      Eliminar

Enviar um comentário

Mais lidas