Os 2 anos | parte II

Depois deste post sobre os 2 anos, aqui fica a segunda parte:
Desenvolvimento Psicomotor

Este período caracteriza-se pela consolidação das capacidades motoras desenvolvidas ao longo do primeiro ano, em que o bebé aprende, entre outras coisas, a caminhar,entende cada vez melhor e começa a falar, tornando-se cada vez mais autónomo.

Controlo motor

No início do segundo ano de vida dá-se um acontecimento muito especial que marca uma profunda alteração na vida do bebé, já que aprende a caminhar e a deslocar-se de maneira autónoma, o que lhe permite começar a explorar o mundo de outra forma. 

Embora o momento em que o bebé começa a caminhar sozinho,de início um pouco cambaleante e, depois, com uma segurança crescente, varie consoante os casos, normalmente situa-se entre os 12 e os 18 meses. Apesar de, no início, as quedas serem frequentes, vão-se tornando de tal forma esporádicas que a maioria dos bebés com 1 ano e meio de vida já consegue controlar bem os seus movimentos. Existem alguns que, para além de caminharem, são até capazes de correr e dar alguns passos para trás.

Ao longo dos meses seguintes, o bebé aprende a subir para uma cadeira e a sentar-se nela, subir e descer escadas, independentemente de ser a gatinhar ou a caminhar com ajuda, numa primeira fase agarrado com ambas as mãos e, depois, com apenas uma, subindo um degrau de cada vez.
Por volta dos 2 anos, consegue subir e descer as escadas sem ajuda, alternando correctamente os pés, podendo igualmente correr e andar para trás praticamente sem dificuldades. Ao fim de um tempo, já pode saltar e andar em bicos de pés; aos 3 anos, costuma ser capaz de subir as escadas, colocando um pé em cada degrau,podendo chegar a pedalar num triciclo.

Compreensão e manipulação

O amadurecimento do sistema nervoso ao longo deste período possibilita que o bebé, para além de conseguir um maior domínio do seu corpo, tenha uma cada vez maior capacidade de entendimento. A sua relação com quem cuida dele começa a ser mais elaborada e utiliza a imitação e a brincadeira como ferramentas de aprendizagem. Para além de adoptar um comportamento expectante, esperando que satisfaçam as suas necessidades primárias, o bebé também manifesta indícios de autonomia, de individualidade e de iniciativa.
No início do segundo ano de vida, o bebé já compreende algumas ordens simples, embora nem sempre responda ao que lhe pedem. É capaz depôr um cubo em cima de outro e de introduzir um pequeno noutro maior, embora nem sempre o consiga. Para além disso, pode começar a aprender a utilizar um lápis, de início apenas para fazer riscos ou simples marcas, mas ao fim de algum tempo, entre os 15 meses e 1 ano e meio, consegue realizar os seus primeiros esboços, sem dar forma aos seus desenhos. 

É igualmente ao longo desta fase que o bebé começa a construir uma torre com três cubos, um sintoma de aperfeiçoamento da sua capacidade de manipulação e também reflexo da sua capacidade de entendimento, pois sabe o que faz, mesmo que lhe seja difícilmantê-los equilibrados. Também começa a ser capaz de comer com a colher e beber sozinho, agarrando o copo com as duas mãos. Gosta muito de olhar para os livros e de observar os desenhos com muita atenção, chegando a virar as páginas sozinho, embora de forma inadequada, duas ou três de uma vez. Para além disso, começa a compreender que o espelho reflecte a sua imagem, reconhece-se nas fotografias e consegue assinalar as várias partes do corpo a pedido dos adultos. É igualmente capaz de expressar os seus desejos, por exemplo ao dirigir-se para o frigorífico de forma a indicar que quer alguma coisa,  e começa a querer colaborar na sua higiene e vestuário, ao tentar pentear-se, tirar os sapatos...

Com 2 anos, o bebé já consegue praticamente controlar o seu corpo e compreende perfeitamente as ordens simples. Consegue construir torres de seis a sete cubos, consegue imitar desenhos simples, caminha de maneira\ incessante, de modo a observar o que o rodeia, abrindo portas, e colabora cada vez mais na sua higiene e vestuário, conseguindo lavar e limpar as mãos, sendo igualmente capaz de despir as calças.


http://www.medipedia.pt/home/home.php?module=artigoEnc&id=836#sthash.QUjkBZNh.dpuf

nota: mais artigos relacionados com comportamentos e idade ver aqui.  
Ver mais posts sobre educação e desenvolvimento dos bebés e das crianças, ver aqui

Comentários

Mais lidas