A Alimentação nos Primeiros Anos de Vida



Penso que nunca aqui referi explicitamente, desde de há cerca de dois anos atrás a nossa alimentação mudou bastante. Os nossos amigos aperceberam-se desta mudança drástica, e em mim despertou uma veia culinária adormecida.

Desde de há dois anos que me interesso bastante em tudo o que se relacione com alimentação, com novas receitas, e como comer melhor. Quando o convite da Milupa surgiu, nem foi preciso pensar duas vezes. Foi um sim imediato e arranjei logo a logística necessária para estar presente nesse dia de manhã.

Mas como nem tudo corre como gostaríamos ou planeados, surge um imprevisto, o JPai tem que viajar, as avós não estavam disponíveis e a minha ida a Lisboa foi por água abaixo. Fiquei com imensa pena, não só por ter que em cima da hora ter que cancelar, como acima de tudo perdi a oportunidade de ouvir um pediatra (Dr Paulo Oom), que costumo seguir, e de aprender sempre mais um pouco.

Mas como a Milupa é muito simpática, enviou-me a documentação do workshop e assim posso partilhar aqui com vocês.


A Alimentação nos Primeiros Anos de Vida

 A Realidade Portuguesa

·         1 em cada 3 crianças portuguesas entre os 12 e os 36 meses de idade têm excesso de peso e destas, cerca de 6,5% têm obesidade

·         Ingestão de proteínas é 4 vezes superior (400%) à Recomendação de Ingestão Diária (RDI)

o   Consumo proteico advém principalmente do elevado consumo de produtos de origem animal, como o leite de vaca ou a carne.

·         A introdução precoce do leite de vaca não segue as recomendações internacionais
o   75% das crianças introduz o leite de vaca aos 12 meses e 9% antes dos 12 meses

·         Consumo de bebidas e sobremesas doces em excesso contribui para uma ingestão excessiva de açúcares simples


Importância da Nutrição até aos 3 anos
As crianças não são adultos em miniatura e as suas necessidades nutricionais são diferentes (ahh!!! Como acredito nesta frase!!!!)

Por este motivo, é necessário trabalhar em pilares educacionais e hábitos nutricionais adequados: que alimentos introduzir e quando (por exemplo, evitar a introdução precoce do leite de vaca).
 As abordagens nutricionais no período inicial e final da infância influenciam a médio e longo prazo os resultados e as estratégias de alimentação, que são importantes para minimizar as falhas de crescimento.

Só conhecendo a realidade, podemos alterar o futuro!

Tudo o que acontece nos primeiros anos de vida é fundamental para a saúde futura!

Uma dieta diversificada e equilibrada, que assegure uma nutrição adequada da mãe e durante os primeiros anos de vida do bebé, contribui para satisfazer as necessidades nutricionais da criança em cada uma das fases do seu desenvolvimento.



Mais posts "PRESS" ver aqui.

Os dados baseiam-se no estudo do EPACI (Estudo do Padrão Alimentar e Crescimento Infantil 2012). 

Comentários

Mais lidas