Filhos & Escola | Quais as perguntas que devemos fazer?


Quando o João entrou para a escola, uma das coisas que mais estranhei foi o facto de ele não contar nada (mas nada mesmo) do que tinha sido o seu dia. Eu sabia que ele gostava de ir, e que brincava muito e tinha muitos amigos, portanto estava mais descansada. Mas mesmo assim, queria saber pormenores do seu dia, o que tinha feito, com quem tinha brincado, o que tinha aprendido.


Na primeira reunião com a educadora comentei com ela que o João não partilhava nada sobre o que se passava na escola. A educadora tranquilizou-me e disse que era normal isso acontecer, e que com o tempo ele iria começar a falar.

Ainda hoje, ao jantar, todos os dias, falamos sobre o nosso dia, e o João agora conta tudo, até os pequenos detalhes!

Quais as perguntas que devermos fazer?

É importante sabermos qual o programa planeado para aquele dia, se terá actividades físicas, leitura de histórias, fichas, o que vai almoçar etc etc

Para evitar fugir à pergunta “ como foi o teu dia?”, podemos tentar outras abordagens:
(exemplos dos tipos de perguntas)

Qual foi a história que hoje leram?
Qual foi a tua parte favorita da história?
Qual foi a parte favorita do (amigo\a) ?
O que é que a educadora \ professora tem planeado para a semana?
Qual foi a parte melhor do teu dia?
E amanhã, o que vão fazer?
Alguém fez anos hoje?
Brincaste com o (nome dos amigos)? E a quê brincaste?
Zangaste com alguém hoje?
O que foi o teu almoço \ lanche hoje?
Comeste sozinho ou a professora \ educadora ajudou?
Fizeste perguntas à professora?
A professora respondeu a todas as tuas perguntas?
Com quem fizeste o trabalho?
Os teus amigos foram todos à escolha hoje?

Porque é importante falar com os nossos filhos sobre a escola?

Fazer perguntas específicas sobre as actividades que tiveram durante o dia é muito importante. Por um lado, as respostas às várias perguntas ajudam os pais a perceber se os filhos estão atentos nas aulas, ajuda também a perceber melhor como correu o dia, quais os problemas com a criança se deparou, quais os obstáculos que encontrou e os pontos altos.
Por outro lado, as respostas dadas pelas crianças ajudam também a perceber qual o grau de envolvimento e interacção que tem com outras crianças. A longo prazo, e mediante a recorrência de certo tipo de respostas dadas, os pais poderão identificar alguns problemas de interacção social que a criança possa estar a sentir (fazer “inimigos”, sentir-se mais sozinha, agressões por parte de terceiros etc etc).  Ajudam também a conhecer melhor os amigos, os seus gostos, e brincadeiras.

Perguntas relacionadas com os aspectos sociais da criança dão informação aos pais sobre o seu desenvolvimento social e integração no grupo de amigos. E ajudam a perceber melhor qual o grau de interacção que a criança tem quer com outras crianças quer com a própria professora.
Se fizer 3 perguntas especificas à criança sobre o seu dia, vai o ajudar a estar mais atento e por dentro da vida do seu filho. Divida as perguntas em 3 áreas, uma pergunta “académica” (especifica sobre o que aprendeu no dia), outra “social” (com quem brincou, o que e que brincou), e uma pergunta aberta, como por exemplo “ qual foi a parte favorita do teu dia?”

Pessoalmente acho muito importante criar canais de diálogos abertos com os nossos filhos. E temos que o criar desde cedo, para que se habituem a falar e a partilhar o dia, os problemas, as coisas boas e as coisas más.
Mais tarde, quando se tornarão pequenos adolescentes vamos querer saber o que se passa na vida deles, e como é típico da idade, vão-se fechar e não querer falar. Mas saberão que caso precisem e nas alturas que precisam podem vir sempre falar com a mãe e com o pai. 



facebook | instagram | google+|

Comentários

Mais lidas