Amor Vs Paixão



Um texto diferente do que vem a ser habitual aqui no blog, mas que mesmo assim fala de sentimentos e emoções tão nossas e tão universais. A Marisa pediu, e como é que haveria de dizer que não????.....

Dizem que o amor é o fogo que arde sem se ver, que é a ferida que doí e não se sente.
E a paixão?
A paixão é o fogo que arde e que se sente, que queima quando chegamos perto, mas que não deixa fugir. É a chama que nos chama, nos atrai sem palavras, despe-nos das nossas forças, sentidos e vontades. Ficamos imóveis, sem mexer mas a sentir, sem falar mas a comunicar, sem pensar mas a viver.

É uma ferida bem aberta, que doí e que faz doer. Que não desiste e nunca vai esquecer.
Uma força interior grande e avassaladora, que destrói montanhas e não deixa dormir. Domina os nossos pensamentos e toma conta da nossa vida, tornando-nos inúteis, imunes e dormentes. Respiramos paixão, só vemos a paixão, e o resto do mundo passa tranquilamente ao nosso lado.
Dá-nos forças inexplicáveis, momentos grandiosos, proezas memoráveis. Deixamos de ver, mas ao mesmo tempo olhamos para tudo com mais clareza. Deixamos de sentir, mas estamos mergulhados em sentimentos profundos.
É forte, mais forte do que o amor. Mais destrutivo, mais quente, mais efervescente. Mais confuso e complicado, mais inseguro e temido.

Da mesma forma que entrou e se instalou, sai, silenciosamente. Desaparece de um dia para o outro, deixando apenas uma memória do que foi, e do que poderia ser.

O amor vai crescendo gradualmente, ficando completo. A paixão aparece e desaparece sem explicação. O amor dura para sempre, a paixão é curta. O amor é sereno e tranquilo, a paixão é agitada e agridoce.
O amor é eterno, a paixão é momentânea.  

Comentários

Mais lidas