12 Razões porque é que os bebés choram



Quando o meu primeiro filho nasceu, naqueles primeiros dias (e meses) admito que quando chorava ficava preocupada. Como não falava, nem me conseguia dizer o porquê do seu choro, e acima de tudo, eu não tinha experiencia nenhuma com bebés assim tao pequeninos, ficava nervosa quando chorava muito e durante muito tempo.
Lembro-me de uma noite, em que acordou a chorar. Levantamos-mos os dois e fomos ver o que se passava. Não era fome pois recusava o biberão, não tinha calor, não estava com as mãos frias, não tinha cólicas, não doía os ouvidos nem tinha febre, e não queria a chupeta. Cansados, e cheios de sono verificamos tudo o que poderia ser. Ele chorava, e nos não sabíamos a razão. Andamos às voltas, colo, embalar, cantar, pôr na cama, e nada resultava. Passou muito tempo, até que tivemos a brilhante ideia de mudar a fralda. Era cocó, e muito.



Uma razão tão fácil de identificar e nós, os principiantes, tínhamos falhado redondamente!!!! Escusado será dizer que hoje a primeira coisa que faço é ir logo ver a fralda.



Depois começamos a conhecer melhor o nosso bebé e já conseguimos perceber quais as causas do choro e até conseguimos identificar o tipo de choro, e tudo fica mais fácil.

Para ajudar os papás de primeira viagem, aqui fica uma lista com as possíveis razões de choro nos bebés.

1. Fome
Provavelmente é a primeira coisa em que pensamos quando choram.
Aprender a reconhecer os sinais de fome ajuda muito a prevenir choro de fome.

Nos recém- nascidos:
- Abrir e fechar a boca, como se estivessem a dar beijinhos
- Irrequietos
- Quando fazemos uma festinha na bochecha e viram a cabeça nessa direcção (reflexo típico dos recém nascidos)
- Levar as mãos á boca

2. Fralda suja
Alguns bebés toleram bem uma fralda suja, já outros anunciam claramente que não gostam de se sentirem desconfortáveis. Verificar a fralda deverá ser sempre umas das primeiras coisas a ver.

3. Sono
Por vezes os bebés têm dificuldade em adormecer e conciliar os sonos. Não são como os adultos que precisam apenas de se deitar ou encostar e fechar os olhos. Há muitos bebés que não conseguem adormecer sozinhos e quando começam a ficar com sono começam também a fazer mais birras, ficam irrequietos, e caso estejam mesmo cansados, choram bastante.

Há bebés que caso estiverem com muito sono e muito cansados, o simples acto de adormecer torna-se mais difícil, moroso e complicado.
É muito importante o hábito de criar rotinas e horários de sono. Para além de ajudar o bebé a se sentir mais seguro, cria também facilidade em adormecer e traz tranquilidade.
Normalmente quanto mais o bebé dorme, melhor dorme. E quando menos dorme, pior vai dormir.



4. Quer colo
Os bebés gostam e precisam de colo e de miminhos. Gostam de ver a cara da mãe e do pai, sentir o coração a bater, e cheirar o seu cheiro distinto. Por vezes é através do choro que conseguem ir para um colo e aconchego.

Muitas vezes perguntamos a nós próprios se estamos a mimar de mais o bebé com o colo, e segundo vários estudos, é muito importante o contacto físico com o bebé nos primeiros meses de vida, e só depois do 3º ou 4º mês, é que começam a criar as chamadas “manhas” e vícios de colo.

5. Dores e outros “problemas” na barriga
Problemas de barriga, normalmente as cólicas, ou gases, podem levar a muito desespero e choro.

Se o bebé chora após a refeição ou fica mais irrequieto e agitado, pode estar com cólicas ou gases. Existem gotas e leites especiais que ajudam a aliviar os sintomas, pelo que pode sempre perguntar ao pediatra.

Mesmo que não tenha cólicas, pode sofrer de gases. Para o ajudar, basta deita-lo de costas, e inclinar as pernas para cima. Movimente as pernas como se estivesse a andar de bicicleta.

Outras fontes de irrequietação:
- Refluxo
- Alergia ao leite
- Obstipação

6. Precisa de arrotar
Ao contrário do que se pensa, há muitos bebés que não precisam de arrotar. Mas caso o bebé chore após o leite é bem provável que precise de dar um bom arroto.

Tanto nos bebés que são amamentados ou os que tomam biberão, engolem sempre ar. E é este ar que causa desconforto caso não seja libertado. Há bebés que precisam de arrotar a meio do biberão, outro no fim, e ainda outro que não ficam desconfortáveis com o ar e não precisam de arrotar.

7. Muito quente, ou muito frio


Quando o bebé sente um friozinho, seja quando estamos a trocar a fralda ou a roupa, ou até mesmo quando se passa uma toalhita no rabinho, pode chorar como protesto ao frio.

Os recém-nascidos gostam de se sentirem muito aconchegados para estarem quentinhos e confortáveis. Mas não muito quentes. Como regra, podemos sempre ter em conta que os bebés se sentem confortáveis com mais uma camada de roupa de que os adultos. Podemos também ser verificar a sua temperatura ao por a mão por trás do pescoço, e verificámos se se sentem quentes ou com frio.
Normalmente os bebés choram mais pelo frio do que pelo calor.

8. Pormenores pequeninos
Os bebés podem se sentir incomodados com coisinhas tao pequenas que por vezes nem sequer nos apercebemos. Fralda muito apertada, sapato muito apertado, cabelo puxado etc etc.

São muitos sensíveis às etiquetas das roupas, botões e molas que arranham, tecidos que arranham, luzes brilhantes, sons altos

9. Dentes
O nascer dos dentes pode ser muito doloroso para muitos bebés.
Tente sentir as suas gengivas para ver se estão inflamadas.  

Normalmente os primeiros dentes rompem entre os 4 e 7 meses, mas pode ser sempre mais cedo. Veja mais aqui, quais os sintomas e como aliviar as dores.

10. Quer menos estímulos, e mais sossego
Os bebés aprendem através de estímulos e da sua curiosidade. No enanto, quando estão demasiado atentos, com muita agitação (e novidades) á sua volta, podem se sentir confusos e não conseguem processar a informação toda.

Muita luz, muitas pessoas, andar de colo em colo, muitas festinhas e pouco sono, e o choro é a sua maneira de dizer “chega”.

Muitos recém-nascidos apreciam a técnica de swaddling (emborahaja já indicações que é contraproducente, e posteriormente falaremos sobre este tema), pois sentem-se seguros e amparados. Pode também sempre experimentar retirar o bebé do local, e leva-lo para um sítio mais calmo, deixa-lo se acalmar naturalmente.

11. Quer mais estímulos
O bebé pode ser exigente, e muito curioso. Quer conhecer e ver mais “mundo” e coisas novas. Chora quando está quieto, pois quer agitação e movimento.
Experimente fazer rotinas de passeios em que o bebé sabe que durante aquele período vai brincar, e ter aventuras. Leva— lo ao parque, baloiços, ou até mesmo fazer recados pode ser servir de estímulos.

12. Não se sente bem
Caso já tenha percorrido a lista toda dos cuidados essenciais que deverá ter com o bebé, e verificou que não está com a fralda suja, não tem frio, não tem dores nem fome, não tem sono ,já arrotou,  não esta excitado demais (etc etc), e mesmo assim chora, então será melhor ver se tem febre.
O choro do bebé quando está doente é diferente dos outros choros. Fale com o pediatra


Ver mais posts sobre educação e desenvolvimento dos bebés e das crianças, ver aqui

Comentários

Mais lidas