A minha carteira deixou de ser minha

A minha carteira deixou de me pertencer, deixou de ser a extensão do meu braço, deixou de ser da minha posse.

Sempre preferi carteiras pequenas às carteiras grandes, primeiro porque  são bastantes mais leves, e segundo porque não tinha assim tanta coisa para pôr lá dentro, apenas porta-moedas , carteirista com os compridos que preciso (para a intolerância à lactose), porta-chaves, chaves do carro, e necessaire com algumas coisas que posso precisar. Olhava para as carteiras em tamanho xl, ou maxi e interrogava-me o que é que as pessoas lá ponham dentro. às vezes pegava nas carteiras das minhas amigas e parecia que andavam com a casa às costas. 

e continuei com as minhas carteiras em tamanho médio. Depois comecei a trabalhar e acrescentei um moleskine e um estojo de caneta. Mas mesmo assim conseguia colocar tudo nas minhas  carteiras de tamanho médio. 

Quando o João nasceu, comecei a optar por carteiras com opção de ter asa a tiracolo, assim libertava-me as mãos e facilitava-me a vida com ele. 

Hoje tenho uma carteira grande ( e por vezes é pequena), estilo saco de couro e que ainda por cima dà para aumentar.
E o que encontro là dentro? 
Bem, de tudo um pouco, desde da caixa para a chupeta (normalmente sem a chupeta), dinossauros (e são bem pesados), fralda de pano, carrinhos de brincar, lista das compras, iPad ( estou mesmo a considerar trocar para o iPad mini, deve ser bem mais leve), óculos de sol do João ( não trago os meus, mas os dele - que nunca se sabe quando se vai lembrar- têm que vir na carteira), relógio do João - afinal hoje já não lhe apetecia usar,- pacote individual de bolacha Maria pois pode ser que tenha fome,  um gancho do cabelo azul da Minnie (não percebo como veio cá parar???), pedaços de papel antigos e que não sei o que são.

Para ser sincera não ligo assim tanto ás carteiras. Quer dizer, aprecio, gosto bastante, mas  não ando sempre a mudar todos os dias.Quando compro uma carteira , que  quase sempre sempre são de couro (para serem mais resistentes), tento optar por um modelo grande e com possibilidade para colocar à tiracolo, uma cor  que consiga utilizar tanto no verão como inverno adoro cores que não sejam neutras e utilizar como neutras!!), e de uma marca que eu goste. Ahh! e o que eu já aprendi das carteiras de couro? É que as brancas ou muito claras ficam muito sujas e rapidamente se transformam em cinzentas, e que há marcas com carteiras pessadissimas!! E se já vazias são pesadas então quando tiverem as mil e uma coisas lá dentro ficam verdadeiros pesos de ginástica!
Prefiro comprar menos carteiras e ter  carteiras melhores e que durem muito tempo do que estar a ter muitas e que facilmente ficam estragadas.Estão todas guardadas dentro dos seus saquinhos de origem e com papeis dentro para não desenformar.Mas temos que ter atenção, pois se os sacos estiverem muito fechados as carteiras dentro podem ganhar bolor.

Claro que para a noite vario sempre, e neste departamento tenho bastantes clutches.Adoro as carteiras divertidas, com cor e bordadas! Agora usa-se muito o estilo etnico e acho um maximo!


Aqui ficam algumas carteiras que goste - não custa nada ver e olhar pois não? E onde é um bom site para ter insipração?
aqui:  Net -a Porter
(nota: o site não me deixa copiar apenas as imagens das carteiras, acaba sempre por ficar com o modelo na imagem)


Proenza Schouler


Micheal Kors
Micheal Kors





Reed Krakoff
Miu Miu

3.1 Phillip Lim

Clutches

Anya Hindmarch


Matthew Williamson
Antik Batik


Charlotte Olympia
Dolce & Gabbana


Micheal Kors



Victoria Beckham
Matthew Williamson
Charlotte Olympia
MARIO TESTINO FOR MATE



Comentários

Mais lidas