A adaptação e o novo "espaço " do Tomás

Esta semana foi uma semana difícil e que exigiu muita flexibilidade de rotinas e horários. O João começou aulas na segunda-feira, e com isso voltou á rotina antiga, mas com uma variante nova e inesperada. Agora nos 4 anos, os meninos já não dormem á tarde.

Pessoalmente fui apanhada de surpresa pois achei que a hora de descanso também transitava dos 3 para os 4 anos, e na minha opinião, acho que deveriam dormir, nem que fosse apenas uma hora. 
Claro que esta novidade trouxe consigo alguns problemas, que estão a tentar ser ultrapassados da melhor maneira. E o coitadinho chega a casa cansado, e então depois do banho é que se nota uma grande quebra. Estes fins-de-tarde estão a ser mais barulhentos, com o Jr exausto e a fazer birras, e o Tomás mais agitado. 

Ainda não começaram as actividades após a escola, o futebol e a natação, pelo que espero que quando comecem o João ja terá mais adaptado. 
Então o que é que exigiu alteração? Bem, tudo é mais cedo.  Se dantes o João chegava, depois lanchava,  tempo para brincar antes do banho, jantávamos todos (com alguma tranquilidade) e no fim de dois desenhos animados ia para a cama -pelas  21h15, calmamente,e sem grande stress, esta semana foi tudo ao contrário. 

Chega as cinco, cansado, lancha outra vez e tenta brincar um pouco. Lá pelas 18h nota-se que começa a ficar mesmo cansado e mais chatinho. Toma banho (depois de muita insistência minha) e algum choro, quer ver desenhos animados. Por volta das sete /sete  e meia já não aguenta mais a fome e pede chocolates, batatas-fritas, bolachas. Chora porque afinal veio a sopa e não as guloseimas que queria. Janta um e janta o outro ao mesmo tempo. 
Ainda não consegui resolver como iremos jantar todos ao mesmo tempo, algo que sempre fizemos e era considerado como "a hora da família". É que jantar ás sete e meia/oito menos um quarto é muito cedo. Para estarmos na mesma todos juntos e contar o nosso dia, eu e o Pai sentámos á mesa enquanto o João e o Tomás jantam, e ficámos a ouvir e a falar. Depois brincam um bocadinho e vão para a cama. Antes das nove já estão na cama e o João adormece redondo. Dorme seguido até ás oito/oito e meia para repor as energias perdidas durante o dia. Em compensação temos uns serões tranquilos e relaxados!

Estou com receio de quando começarem as actividades, pois o cansaço da piscina ou do futebol vai ser a duplicar, o sono a aumentar e as birinhas de sono mais difíceis. 

Uma coisa é certa, mesmo não dormindo á tarde no colégio, ao fim de semana vai continuar a descansar! 

Um outro motivo de agitação cá de casa e que tenho a certeza que põe o João maluco, é o novo "espaço " que o irmão ocupa. Apesar de ainda não andar bem, (mas gatinha lindamente), já quer se afirmar perante o mano mais velho. E como tal, anda (gatinha) sempre atrás do João, quer tudo o que o João tem, e tenta-lhe tirar tudo. Admito que não deve estar a ser fácil para o mano mais velho, ver uma sombra sempre atrás de si e a querer tudo o que tem, mas dado os 4anos que tem até considero que reage com alguma paciência. 
Mas depois o irmão lá faz uma das suas, como destruir a casa de legos, ou atirar com os carrinhos (que estavam todos muito alinhadinhos á espera da corrida) pelo ar, ou pior ainda, rasgar os seus desenhos, e então o João já não aguenta mais. Explode. Chora, grita, metade é devido ao sono, metade é de zangado com o irmão, e vem um "não sou mais teu amigo!"
Dito isto, retira-se de onde está e continua zangado a chorar noutra divisão sozinho. Ora vou a um que chora, ora vou a correr ao outro. Não posso deixar o pequenino sozinho pois ainda se magoa, mas também não consigo deixar o João a chorar sozinho. Levo o bebé para junto do João, tento falar com ele, bebé não resiste e mexe novamente em tudo, tenta trepar para cima de qualquer coisa, enfia o dedo dentro que algo que não percebo, João zanga-se (novamente) e ainda demora uns largos minutos até que consiga controlar a situação. 

Não está a ser fácil!!


Comentários

Mais lidas