A adaptação (da mãe)

Por cá ainda andámos a ver como nos conseguimos adaptar á melhor rotina e acima de tudo qual é essa rotina! Ainda ando meio perdida...
 O João começou as actividades extra-escolares ontem e por isso chega mais tarde, mais cansado e com mais fome. Se por um lado é bom pois assim ele pratica desporto e brinca mais,por outro torna-se mau pois ele vem mesmo exausto. Acrescido ao facto de não dormirem á tarde na escola fica tudo mais cansativo. 

Portanto ainda estamos a ver como será este nosso novo processo e quais as pequenas alterações que teremos que fazer para ser tudo mais fácil. Já aprendi que o lanche enviado tem que ser a duplicar (ou até mesmo triplicar!!) e tenho que variar mais vezes. Por agora tem levado um iogurte, uma "xands" ( pão com manteiga ou compota), um sumo e uma água e ainda um queque caseiro. 
Amanhã vai experimentar levar uma peça de fruta também mas já me avisou que "era possível que não tivesse fome de fruta!"- não vá eu ter muitas expectativas!

Começou a tarefa de fazer sacos, um do futebol e outro da natação , de desfazer sacos e confirmar  que veio tudo e que vai tudo de novo, a preparação de deixar tudo pronto na véspera, para de manhã apenas fazer o lanche. Começou também a preocupação de andar a contar as peças de roupa que vieram e as que ficaram, e identificar todas as peças com o nome e a sala. Mesmo com a identificação na roupa, no ano passado foram cerca de 3 casacos de malha que deram um passeio e não  voltaram. 

Como já é "grande" o Jr tem Inglês todos os dias, mas confesso que não percebo o que tenta dizer. As palavras isoladas ainda se percebe, mas quando tenta fazer uma frase com mais de 3 palavras e ainda por cima enrola a língua para ter o devido sotaque, aí é que não se percebe mesmo nada! E depois fica  á espera que eu comente o que acabou de dizer, ou até que responda a suposta pergunta, mas como não percebi nem sei bem o que dizer, e depois zanaga-se, e conclui "a mamã não sabe falar Inglês!". 
Yes, that's right!
Por acaso tenho que filmar, pois até bastante cómico, a tentativa frustada, a irritação e frustração no fim... Pérolas para mais tarde recordar!

Agora com os dias, principalmente as manhãs, mais frios, vem a necessidade de comprar mais roupa do uniforme. É impressionante como deu um salto enorme e muitas peças ficaram sem servir - ou então encolheram todas na maquina de lavar! Nem sapatos e sapatilhas servem, tudo novo! 

Para tornar tudo mais complicado o Tomás está a passar por fase em que não sabemos bem o que tem, mas como é óbvio atribuímos aos dentes! Desconfio que não será dentes, pois quando está ao colo não  se queixa, nem quando está entretido! Só se queixa na altura de dormir, ou a meio das sestas. E nem é bem aquele queixar-se de alguma dorzita - que já aprendemos a identificar o choro- é mais um choro de reclamação , de indignação. O piolho já quer se afirmar a dizer que não dorme!

Admito que por vezes é difícil manter a cabeça fria e ter a mesma disponibilidade para brincar e para fazer rir. Se por um lado tenho um a tentar trepar algo ou a destruir qualquer coisa (do irmão), por outro lado tenho o outro cansado e com sono, e com muita pouca paciência a querer tudo e mais alguma coisa. Devo passar grande parte do dia e do fim de tare a dizer "não !", " vais cair!", ," isso não!", "calma, ele é pequenino ainda nao percebe...", ou, "anda cá, nao chores, vamos falar os dois com calma", e acima de tudo " para quieto!!"

Por este andar vou chegar a sexta - feira literalmente k.o. E feita num 8!!!




  

Comentários

  1. São muitas alterações. Pode ser que depois de se adaptarem e criarem uma nova rotina consigam mais "sossego".
    Beijinhos e bom descanso, dentro dos possíveis :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais lidas