Let's get real | As coisas que não dizemos


“Mommy, Somebody Needs You.” This is for all of you mommies out there. Such an important reminder, especially for those of us with babies/toddlers. PS: grab some tissues!
Ultimamente tenho lido alguns posts onde relatam dias magníficos passados com os seus filhos, de super mamãs que conseguem fazer tudo e mais alguma coisa, donas de casa fantásticas, mamãs estremosas, etc etc e entre sorrisos e abraços, tudo é maravilhoso. Sim, é verdade!! É maravilhosos ser mãe, é maravilhoso sentir o carinhos dos nossos bebés, e é maravilhosos sentir o coração cheio. Nisso estamos de acordo.

Mas depois de ler este Post, pensei " boa! Alguém a falar da outra face de ser mamã!" E digo  Bravo Kiki ! Escreveste de forma tão global o que a maioria de nós não tem coragem de escrever, mas que garanto que por vezes sentem o mesmo!!!



Porque ás vezes ( e eu senti mais isto com quando veio o segundo) não é tão fácil como parece, ou como dizemos que é. As vezes eles matam-nos a cabeça, e são insistentes e persistentes e teimosos e não  fazem de maneira alguma o que queremos que eles façam. Não sei como é por vossa casa, mas aqui quanto mais atrasada estou, os meus dois conseguem atrasar-me ainda mais. E quando as coisas estão complicadas, eles lembram-me que podem ficar ainda mais complicadas...

Sim, as vezes é difícil, ainda para mais ao fim de um dia longo, tanto para nós como para eles, e estamos já esgotados. E isso ressente-se. E é normal que nem todos os dias sejam retirados de contos de fada, e que as vezes seja menos fácil ou até mesmo difícil ou bastante difícil. É normal, e toda a gente já passou por isso.

E as birras de sono? Ninguém fala disso, deve ser tabú. Mas elas existem, e ganham força. E nessas alturas parece que tudo o que nós lhes ensinámos desaparece, e o nosso piolho foi substituído por outra criança, que só berra e chora e teima em fazer o que não pode.

E outro tabú? As birras fenomenais que fazem no meia da rua. Juro, que antes de ser mãe quando via uma destas birras na rua, a primeira coisa que pensava era que os pais não davam educação em casa. Pois bem, caiu-me tudo em cima, e obviamente já não penso assim. As crianças são imprevisíveis, e teimosas. E as vezes passam-lhes uns flashs pela cabeça que os transforma. Não vamos dizer que ninguém nunca passou por isto, certamente que já, e certamente que também pensámos o mesmo.

É maravilhoso ser mamã. É verdade, mas também é saudável e maravilhoso teremos tempo para nós próprias, para o nosso marido (namorado/etc), e fazermos programas que nós gostámos. É saudável, mantém-nos felizes e normais.  E não há nada melhor que uma mamã feliz consigo própria, nada melhor do que uma mulher feliz com a sua vida. Pois isso reflecte-se em nós mesmas, e na nossa família. E é normal as vezes sentirmos mais cansadas, mais irritadas ( ou muito irritadas) e zangadas e chateadas! Porque antes de sermos mães, mulheres, esposas , namoradas, amigas, somos humanas. E isso significa termos sentimento (i)racionais e emoções .




foto: pinterest

mais posts com a tag "opinião" ver aqui. 

facebook | instagram | google+| bloglovin


Comentários

  1. É bem verdade! Nem tudo são maravilhas. E se adoro estar com o Baby Boy, também passo por fases em que invejo as minhas amigas que vão para casa sentar-se no sofá a ver tv descansadas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se a mãe estiver bem, reflecte-se no resto da família, e os momentos a sós fazem bem a saúde mental de cada uma. Beijinhos

      Eliminar
    2. Supimpona quando sentir essas fases em que inveja as suas amigas, pense em todos os casais que lutam anos e anos por um filho e todo o desgaste e tristeza que isso lhe trás.

      Eliminar

Enviar um comentário

Mais lidas