Conversas com Pais na Rede | Casa do Caminho

Vou participar no Conversas com Pais na Rede, já este Sábado 

Vai ser um dia dedicado a conversas com pais e mães bloggers sobre os desafios da maternidade e paternidade! Durante o dia haverá actividades de psicomotricidade para as crianças e serviço de babysitting com o apoio da GROW. E terá ainda uma excelente hora do conto para Pais e Filhos dinamizada pela Ciclo WM. Vai ser a primeiro vez que participo num evento deste género, e estou muito contente!!



 Mas o que este evento terá mesmo de bom é que é um evento com cariz  solidário a favor da Casa do Caminho!!!


Já conheço a Casa do Caminho há muito tempo, e por coincidência, estou á espera de poder entrar para um dos seus programas de voluntariado. Há cerca de 2 meses atrás, fui fazer uma visita  e adorei. Não só pelo trabalho fantástico que desenvolvem com as crianças, mas acima de tudo pela capacidade que tiveram em realmente construir um lar para estes pequenos anjinhos que no início das suas vidas tiveram menos sorte do que a maioria das crianças.

A Associação A Casa do Caminho, é uma instituição particular de solidariedade social que funciona 24 horas por dia durante todo o ano, para acolher crianças em perigo, vítimas de maus tratos, negligência ou quaisquer outras formas de violação do seu desenvolvimento ou dos seus direitos.

Visitei todos os espaços, desde das salas e quartos dos mais pequeninos até aos dos maiores, e ainda tive a oportunidade de falar com algumas crianças. Adorei! Adorei a organização de cada espaço, ver as roupinhas todas arrumadas e as camas impecavelmente dispostas. Adorei ver a dedicação que as Senhoras dão a cada criança individualmente e a cada bebé, adorei falar com os meninos mais crescidos que estavam a regressar da escola, e os abraços que me deram. É notável o trabalho fantástico que esta Associação faz, e é notável como as crianças são felizes lá. 

Claro que, como Mãe, não pude de deixar de pensar nos meus dois, que estão em casa, comigo e com o pai, e nos brinquedos e roupa que têm, e no tempo que passam comigo a brincar. Confesso que por vezes havia uma lagrimazita ou outra que me tentava denunciar, apenas por ver a tamanha sorte que temos e que a maioria das crianças também tem. Resolvi nesse instante que vamos ser associados (pensem também em ser, é só 20 euros por ano, e faz uma diferença abismal para estes pequeninos que infelizmente não escolheram a vida que têm), e vamos contribuir activamente com roupa e brinquedos. Se cada um ajudar um pouco, podemos fazer algo grandioso e ajudar um anjinho. 





Comentários

Mais lidas