O sono (atribulado) | Partilha de quarto

Como já vem sendo habitual, as noites cá de casa nao são tranquilas nem passam a correr. Pelo contrario são longas e algo atribuladas. Num Post mais antigo já tinha mencionado que o João andava novamente a dormir mal e que acordava várias vezes por noite a chorar sem parar. Perguntamos o que se passa, mas ele não responde, só diz "eu quero, eu quero" e chora sem parar. Cada episódio demora cerca de vinte minutos e no fim ficámos sem perceber o que é que ele queria, ou o que se passou. Pergunta-se muito docilmente se dói alguma coisa, pressiono perto dos ouvidos a ver se reage de dor, barriga, dentes, cabeça etc etc e nada. Não são pesadelos, nem terrores nocturnos, nem dores, nem fome..enfim..

Na altura do post foi receitado dar melamil, 4 gotas no máximo por noite. Começamos por 2 gotas para ver. Realmente demorou menos tempo a adormecer ( pode ir até as três horas) e dormiu mais profundamente. E nós achámos que iria dormir a noite toda. Errado. Voltámos ao mesmo, acordar a chorar, várias vezes por noite. Só que desta vez o que aconteceu assustou-me. Ele não acordava , chorava a dormir, e não chegava a acordar. Mas como o João sempre foi um bocado meio sonâmbulo, ficamos da dúvida. Na noite seguinte aconteceu o mesmo e na seguinte também. Ficámos assustados e decidiu-se nao dar mais o melamil. No dia a seguir experimentei o melamil, pus umas gotas( penso que não terá sido mais do que 3) , e nao é que fiquei com uma pedrada de sono! Isto afinal é fortíssimo, pensei eu, não é nada tão "soft" como dizem. Nao admira que o João não tenha acordado .
Hoje contei a uma amiga farmacêutica o que se tinha passado e ela aconselhou fortemente a não dar nada com melatonina, especialmente a meninas pois pode interferir com o sistema hormonal delas. Ainda mais assustada e com a consciência culpada fiquei!

Li este artigo  sobre se os irmãos devem dormir juntos no mesmo quarto. O Dr. Mário Cordeiro é da opinião que devem dormir no mesmo quarto, se a diferença de idades for inferior a dez anos e mesmo para irmãos de sexo oposto. Segundo o autor, ele considera que irão dormir melhor e que fortalece a relação fraternal. Como o João sempre dormiu mal, tivemos muito medo que o Tomás fosse igual e que se dormissem juntos iriam passar a noite acordados. Então decidimos ter dois quartos, desfizemos o escritório (que foi uma ginastica grande de arrumação de espaço) e ficou o quarto do Tomás. Ao menos um dorme a noite toda, pensámos. Claro que já houve noite em que os dois acordavam a chorar, e passámos literalmente a noite inteira entre um quarto e outro, mas normalmente o Tomás dorme direito.

A minha duvida é se ao colocar os dois no mesmo quarto, será que o João irá dormir bem? Ou se vai ser festa a noite toda? Até como os dois têm horários diferentes ( o João acorda para a escola, e o Tomás ainda dorme muito depois do biberão), achámos melhor esperar até estarem os dois na escola para pensar em juntar os quartos. Mas , será que um acalma o outro? Sempre que vamos tentar fazer a experiência, algo corre mal e cada qual volta para o respectivo quarto. Mas também uma vez não são vezes e não podemos tirar conclusões de uma noite isolada.


                              facebook | instagram | google+|

Comentários

  1. É realmente um assunto pertinente. Acho que não há nada como fazer mais umas experiências, para ver se eles se habituam e se realmente ficam a dormir a noite toda. Mas se não der resultado, também não acho mal cada um dormir no seu quarto. Nem sempre o que é suporto ser o correto e mais lógico funciona com os nossos filhos!
    Boa sorte e espero que em breve tenham umas noites mais tranquilas :)

    ResponderEliminar
  2. Há novidades! Tentei uma coisa noiváveis resultou!! Ou melhor, achámos nós que estáca ter sucesso. Esta atenta ao post de hoje. Realmente a criancas sabem muito.....

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mais lidas